Avaliação Psicológica/Neuropsicológica

A avaliação psicológica diz respeito a um procedimento de levantamento de informações a respeito de um paciente ou cliente, com o propósito de tomada de decisão, podendo ser avaliadas características como percepção, da atenção, inteligência, associação, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem, entre outros.

No senso comum, avaliação psicológica tem sido associada a aplicação de testes psicológicos. Esse entendimento, porém, não é correto, uma vez que a avaliação diz respeito a um processo maior de coleta de dados, sendo que a utilização de instrumentos como testes, escalas e inventários apenas uma possibilidade.

Já a avaliação neuropsicológica é uma avaliação das funções mentais como a concentração, memória, raciocínio, organização de idéias, linguagem, cálculos, podendo ser utilizada, para a quantificação e qualificação dos sintomas envolvidos, ao passo que não costuma ser empregado qualquer dosagem sanguínea ou exames de imagem para comprovação ou descarte da grande maioria dos diagnósticos psiquiátricos. A avaliação neuropsicológica é baseada na aplicação de testes, escalas e questionários aprovados por estudos das comunidades científicas internacionais, sendo aplicado por um profissional especializado em Neuropsicologia.

A avaliação neuropsicológica também pode ser utilizada para fins legais de documentação relacionados ao déficit destas funções cerebrais. É utilizada principalmente para auxiliar diagnóstico de TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, nas demências como Alzheimer e em jovens com dificuldade de aprendizagem.